10 - 11 2017

A ENERGÉTICA continua ampliando sua linha de fornecimento de instrumentos e equipamentos para o monitoramento do ar e meteorologia.

Oferecemos atualmente mais de duzentos instrumentos e modelos diferentes que incluem desde sensores simples até estações completas multiparâmetros.

Para estações mais simples e tradicionais oferecemos os Amostradores (fabricados pela própria ENERGÉTICA):

Para Chaminé – Partículas e Gases.
Para Qualidade do Ar – Partículas (vários tamanhos) e alguns Gases.

Para estações automáticas de qualidade do ar oferecemos uma linha completa com várias opções para partículas (vários tamanhos) e uma grande variedade de instrumentos para gases. Nesta área estão inclusas estações completas com guarita/shelter de nossa própria fabricação.

Já na área de meteorologia, temos quatro versões de estações, cada uma medindo um certo número de parâmetros, sendo que a mais completa mede e grava até oito parâmetros meteorológicos. Para as mais simples, o datalogger é de nossa própria fabricação.

Oferecemos ainda cinco tipos de torres meteorológicas, desde tipo tripé de três metros à telescópica de 10 metros.

65-equip-01

Continue lendo

13 - 09 2017

Temos notícia que na revisão da Resolução nº 3 do CONAMA, que ora se desenvolve no Ministério de Meio Ambiente, o chumbo passará a integrar o elenco de poluentes legislados no Brasil, que se completa com a seguinte formação:

  • MP10 – Material particulado com diâmetro aerodinâmico equivalente de corte de 10 (dez) mi-crometros
  • MP2,5 – Material particulado com diâmetro aerodinâmico equivalente de corte de 2,5 (dois e meio) micrometros
  • SO2 – Dióxido de Enxofre
  • NO2 – Dióxido de Nitrogênio
  • CO – Monóxido de Carbono
  • O3 – Ozônio
  • PTS – Partículas Totais em Suspensão
  • FMC – Material particulado em suspensão na forma de fumaça
  • Pb – Chumbo no material particulado

Esta formação é idêntica à já promulgada pela CETESB através do decreto nº 59113, de 23/04/2013 (Estadual – São Paulo).

Continue lendo

23 - 08 2017

No dia 22/08/17, o Jornal Nacional divulgou uma reportagem onde foram mostrados analisadores de poluente do ar de fabricação da Thermo Fisher Scientific, da qual somos distribuidores no Brasil.

A reportagem aborda um estudo conduzido por médicos, em São Paulo, levantando dúvidas sobre a validade dos limites oficiais aceitáveis de poluição, particularmente para material particulado com diâmetro aerodinâmico  equivalente de corte de 10 (dez) micrometros, popularmente conhecido por MP10.

63-thermo-03

Numa das cenas do vídeo apresentado em conjunto com a reportagem do JN vê-se o interior de uma estação automática da qualidade do ar, cujos instrumentos de análise dos poluentes do ar são de fabricação Thermo Environmental Instruments. A Thermo é líder mundial no fornecimento de analisadores para monitoramento contínuo de poluentes do ar. No Brasil, temos sido distribuidores da Thermo desde a década dos anos 90.

Para  ver a reportagem na íntegra, clique aqui.

 

26 - 07 2017

Temos o prazer de comunicar o lançamento de uma versão enxuta do Coletor Isocinético de Poluentes Atmosféricos (CIPA), com a utilização de medidores modelo Magnehelic para as medições das pressões diferenciais através da placa de orifício (∆H) e do tubo pitot (∆P).

62-cipa-helic-01

TREM DE AMOSTRAGEM

 

VANTAGENS

  • Caixa de Controle menor e mais leve que a do CIPA tradicional, com manômetro de coluna em bloco de acrílico. Dimensões se reduzem de 445x295x535 mm para 445x245x419 mm e peso, de 21,3 kg para 12,6 kg.
  • Sistema de controle de temperatura mais prático e confiável.
  • Redução de custos

Estas vantagens mencionadas só foram possíveis graças à adoção de manômetros aneroides, em substituição ao manômetro inclinado-vertical, e ao emprego de alumínio, em substituição ao aço inox, na confecção de todos os gabinetes do trem de amostragem. O acabamento dos gabinetes é em pintura eletrostática. Continue lendo

29 - 06 2017

Temos o prazer de anunciar o lançamento de uma nova versão do Amostrador Portátil HANDI-VOL, para a coleta de orgânicos tóxicos.

Pela simples inserção de um porta-espuma especial à entrada do HANDI-VOL, o instrumento passa a uma versão portátil do AMOTOX, um Amostrador de Orgânicos Tóxicos, usado na amostragem de uma série de pesticidas organoclorados, bifenis policlorados (PCBs), dioxinas, dibenzofuranos policlorados e hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA – “PAH” em inglês).

PRINCÍPIO DE OPERAÇÃO

61-handi-tox-01

O HDCTOX é um amostrador de médio volume, portátil, trabalhando na faixa de 200 a 300 L/min. O deslocamento de ar é promovido por um motoaspirador, de 110 Vca ou 220 Vca. A vazão (Q) é indicada, indiretamente, por um rotâmetro, fixado ao lado do porta-motor. A relação entre a vazão (Q) e a flutuação da esfera (N) do rotâmetro é obtida com um PTV (padrão de transferência de vazão), num procedimento de ensaio e regressão linear simples. O ajuste da vazão pode ser feito por um variador de potência instalado no painel. A coleta de material particulado pode ser em filtro de fibra de vidro, de quartzo ou de celulose.

O ar é sugado através do pré-filtro de 102 mm, que  retém o material particulado (MP), e em seguida através da espuma de poliuretano alojada no porta-espuma de vidro,  que retém os vapores. Os HPAs mais leves podem ser retidos pelo uso adicional de resinas adsorventes como a XAD-2. Após a coleta, o filtro e a espuma devem ser extraídos em laboratório (Soxhlet), juntos ou separados, e o extrato é analisado por cromatografia gasosa (CG) ou por cromatografia líquida de alta resolução (HPLC).

Continue lendo