29 - 06 2017

Temos o prazer de anunciar o lançamento de uma nova versão do Amostrador Portátil HANDI-VOL, para a coleta de orgânicos tóxicos.

Pela simples inserção de um porta-espuma especial à entrada do HANDI-VOL, o instrumento passa a uma versão portátil do AMOTOX, um Amostrador de Orgânicos Tóxicos, usado na amostragem de uma série de pesticidas organoclorados, bifenis policlorados (PCBs), dioxinas, dibenzofuranos policlorados e hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA – “PAH” em inglês).

PRINCÍPIO DE OPERAÇÃO

61-handi-tox-01

O HDCTOX é um amostrador de médio volume, portátil, trabalhando na faixa de 200 a 300 L/min. O deslocamento de ar é promovido por um motoaspirador, de 110 Vca ou 220 Vca. A vazão (Q) é indicada, indiretamente, por um rotâmetro, fixado ao lado do porta-motor. A relação entre a vazão (Q) e a flutuação da esfera (N) do rotâmetro é obtida com um PTV (padrão de transferência de vazão), num procedimento de ensaio e regressão linear simples. O ajuste da vazão pode ser feito por um variador de potência instalado no painel. A coleta de material particulado pode ser em filtro de fibra de vidro, de quartzo ou de celulose.

O ar é sugado através do pré-filtro de 102 mm, que  retém o material particulado (MP), e em seguida através da espuma de poliuretano alojada no porta-espuma de vidro,  que retém os vapores. Os HPAs mais leves podem ser retidos pelo uso adicional de resinas adsorventes como a XAD-2. Após a coleta, o filtro e a espuma devem ser extraídos em laboratório (Soxhlet), juntos ou separados, e o extrato é analisado por cromatografia gasosa (CG) ou por cromatografia líquida de alta resolução (HPLC).

Continue lendo